Entendendo a visão da Brasa Church em 2016

Você pode estar se perguntando como apenas duas palavras podem definir a visão de uma igreja durante o ano inteiro.  Mas é de Jesus que estamos falando, então o simples e poderoso podem – e provavelmente irão – caminhar juntos.

A âncora

Hebreus 6:19 diz que “temos esta esperança como âncora da alma, firme e segura”. Nossa expectativa é que nesse ano, os jovens da Brasa Church se agarrem firme ao que é seguro, sólido, consistente: A PALAVRA. Queremos que cada um esteja engajado em estudar e entender a Bíblia como nunca antes; que os princípios de uma vida com Deus se tornem tão familiares entre nós que não haverá esforço em viver de acordo com o que Ele nos revelou. Conhecer a Deus, como Ele é, o que Ele faz e o que Ele pensa de nós são a base para uma vida cristã plena. “Eu vim para que tenham vida, e vida em abundância”, diz Jesus. Isso significa que nosso foco não é mais nas nossas limitações, nos nossos erros, no nosso passado; queremos ser parecidos com Jesus, focar no que somos a favor – muito mais do que somos contra –, andar como Ele andou e conhecê-lo cada dia mais.

O vento

João 3:8 diz que “o vento sopra onde quer, você escuta o seu som, mas não sabe de onde vem, nem para onde vai; assim ocorre com todos os nascidos do Espírito.” Uma das coisas mais incríveis de ser cristão é saber que Deus mora dentro de você. Já parou pra pensar nisso? Onde quer que você vá, a qualquer hora do dia, Ele vai estar junto. E isso muda toda nossa perspectiva! Não precisamos fugir, nos esconder do mundo ou nos isolar por medo de que o que é externo vai abalar nossa fé. Se nossa âncora estiver firme, não é qualquer vento que vai nos abalar: é o ESPÍRITO SANTO que vai agir em nós e através de nós. Nossa expectativa para esse ano é, portanto, ver jovens que não ficarão confinados entre quatro paredes, indo à igreja em vez de serem igreja. Queremos ver pessoas de todos os tipos sendo transformadas, porque nós estaremos lá – espalhados por todos os cantos dessa cidade.

Topa enfrentar esse desafio com a gente?  

por Mariana Romais